Acupuntura como meio eficaz no tratamento da cervicalgia crónica

Acupuncture  “A dor na região da coluna vertebral, situada entre os ombros e a base da cabeça (osso occipital), com eventual irradiação para a cabeça, omoplata, membros superiores ou coluna dorsal é conhecida como cervicobraquialgia ou cervicalgia, em linguagem corrente as queixas são de dor no pescoço e rigidez.

A região cervical está composta por 7 vértebras e oito raízes nervosas, que podem ser acometidas por vários factores dando assim origem a esta patologia.
Os sintomas mais comuns são dor e rigidez na região do pescoço, onde o paciente pode desenvolver posturas inadequadas, levando a um processo inflamatório difuso, devido à falta de tratamento, que por vezes irradia por todo o membro superior.

18586_acupuntura
Na justificativa médica moderna as causas comuns da cervicalgia, são: sobrecarga nos membros superiores, como trabalhos forçado e repetitivos, enfermidades degenerativas, desordens mecânicas e sobrecarga emocional. Quadros Persistentes de cervicalgia, devem ser investigados quanto à eventual origem neoplásica.
Ao aprofundar os conceitos inerentes, pela visão da Medicina Tradicional Chinesa para esta patologia temos:

  • Idade avançada e excesso de trabalho, levam a uma Insuficiência de Yin do Rim, com má nutrição dos ossos e osteoartrite e leva á irradiação da dor e restrições na amplitude do movimento do pescoço. Em pacientes mais idosos, o quadro degenerativo produz calcificações discais, formando hérnias com dores que se agravam lentamente.
  • Situações muito comuns dos dias de hoje, como alterações emocionais, gerados por stress e pressão diários no trabalho, agem sobre o fígado causando estagnação. Alterações psicossomáticas, como raiva e represamento dos sentimentos, também consomem o Yin, afectam o Fígado e levam à cervicalgia por Insuficiência de Yin do fígado e do rim, podendo levar à má nutrição dos tecidos moles, hérnia discal e osteoartrite.
  • Temos ainda factores externos, como a síndrome do chicote, comuns em acidentes de automóvel a baixa velocidade, em que o mecanismo de aceleração e desaceleração transfere para a cervical fortes impactos, afectam e lesionam as partes moles e até geram lesões ósseas e articulares.
  • Síndrome com espasmo muscular por obstrução dos meridianos, devido à invasão do vento frio também pode conduzir à cervicalgia.

A acupunctura trata-se de um recurso adicional ao tratamento convencional, pois após alguns tratamentos foi constatada uma redução significativa da intensidade da dor, do consumo de analgésicos, e das desordens do sono, entre outros factores, com resultados visíveis logo após a primeira sessão.

Fonte:Júlia Conceição
Acupunctora”

fotos-cervical1-765x510

Anúncios

Coisas que um massagista sabe sobre si em apenas uma hora

“Além de aliviar a tensão muscular e de ajudar a se recuperar de lesões, seu massagista descobre muito mais coisas sobre você e sobre a sua saúde em apenas uma sessão.

massagem-costa
Na hora que passa deitado na maca, recebendo uma massagem, o seu corpo revela muito mais do que o stress muscular que pediu para aliviar.

O site Rodale’s Organic Life falou com alguns massoterapeutas sobre o que eles conseguem perceber sobre nós e sobre a nossa saúde durante uma sessão de massagem.

1. Adora bolsas grandes. Se o seu corpo está mais tenso de um dos lados, o terapeuta saberá que muda mais vezes de perna quando está de pé – o que acontece às mulheres que usam bolsas predominante num dos ombro Os sinais que o revelam são o fundo das costas fraco e/ou ter um lado do quadril maior do que o outro. As pessoas que passam o dia sentados em frente ao computador também tendem a ter os glúteos e a pernas mais tensos.

3. Dorme de barriga para baixo. Esta posição gera dor extra no pescoço e os massagistas conseguem sentir a tensão.

4. Dirige muito. Sentar-se ao volante provoca uma postura meio inclinada para a frente. Especialmente os ombros curvados para a frente.

5. Tem uma lesão. Se de fato tiver uma lesão, o terapeuta conseguirá sentir calor e inflamação na zona afectada. Já as lesões crónicas serão perceptíveis devido à formação de músculos desidratados que fazem nós. Com lesões repetitivas fazem com que os tendões e os músculos pareçam cordas ao toque.

6. Está com prisão de ventre. O terapeuta consegue sentir que está com prisão de ventre se o seu estômago estiver firme ao toque.

7. Troca muitas mensagens. Os ‘amantes crónicos’ do telefone e das mensagens de texto vão sentir dor quando o terapeuta lhes massajar os ombros. Isto porque quando está escrevendo no telefone, está com a cabeça para a frente e para baixo, causando um desequilíbrio nos ombros.

8. Bebe pouca água. Alguns pontos na parte superior das costas seriam suaves se tivesse bebido os oito copos de água recomendados por dia.
terapeutica_corpo
9. Está sempre com frio. É instintivo subir os ombros até às orelhas quando se sente com frio. Se costuma ter frio vai estar com o pescoço e o topo dos ombros tensos durante quase todo o inverno.

10. É corredor. O quadril e a parte inferior das costas estarão mais tensas, e provavelmente também terá alguma tensão na planta dos pés.

11. Está com alergias. Se está com alergias ao pó ou a pelo de animais de estimação terá a pele em volta dos olhos, da testa, das bochechas e do queixo macia e inflamada. O mesmo acontece com as glândulas linfáticas do peito, pescoço e axilas.

12. Usa mochila com frequência. As alças da mochila pesada atravessam as omoplatas e os músculos na escápula tornam-se rígidos em resposta à pressão.”
Fonte: http://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle