Ciclos & Ritmos – O Relógio Biológico MTC

alqimia_ciclos-corpo_macrobiotices_v5
“Por que razão acordamos ou temos determinados sintomas a certas horas do dia? Qual é a hora em que o sono é mais profundo e regenerador? De que forma o meu ciclo biológico influencia o meu estado de espírito, saúde e faculdades? A que horas aumenta a tensão arterial?

Para ter uma vida equilibrada, é essencial alinharmo-nos com o ritmo. Os sábios enfatizam que esse ritmo é dado quando nos alinhamos com a natureza (o macrossistema).

O Relógio Biológico | Alterar o ritmoInterpretar o ciclo | Períodos em detalhe
» 05h00 » 07h00 » 09h00 » 11h00 » 13h00 » 15h00 » 17h00 » 19h00 » 21h00 »23h00 » 01h00 » 03h00 »

O Relógio Biológico

Ciclo circadiano, ritmo de vida, relógio biológico, cronobiologia, ritmos do corpo, ciclo Qi do corpo, ciclo energético dos órgãos… são apenas alguns dos nomes deste ciclo, presente em diferentes sistemas de medicina, tanto no Ocidente como no Oriente.

Durante milhões de anos, fomos um animal que se levantava com o nascer do sol e adormecia pouco depois de este se pôr. O nosso corpo, apercebendo-se disto, criou um ciclo interno de funções, um relógio biológico, para dar o melhor desempenho ao corpo, tendo em conta o grande sistema do qual somos parte, os nossos hábitos externos e as nossas necessidades de autorregulação internas. O corpo ajusta-se considerando que este planeta rodopia sobre si, a 24 horas por dia. Pode parecer lento, mas tal significa que, à superfície do planeta, movemo-nos a 1675 km por hora (465 metros por segundo), numa “Velocidade Furiosa” versão planeta Terra.

Como se não bastasse a roda vida (o rodopio), metade do tempo o planeta é fustigado por radiação solar, que só não nos frita a pipoca porque temos uma atmosfera a proteger-nos do lança-chamas. Durante uma metade do dia, recebemos este fogo e, protegidos pelo nosso escudo atmosférico, aproveitamos a luz para ver melhor, o calor para aquecer as mãos, a vitamina D para nutrir o corpo, usamos óculos estilosos e orientamos a vida movidos por esta fornalha celestial.
Durante a outra metade, a radiação desce literalmente a pique, permitindo-nos ver outras estrelas (lança-chamas) e gozar da súbita calma para sonharmos e regenerarmo-nos.

Atualmente, identifica-se o núcleo supraquiasmático (NSQ) com o centro primário no cérebro, de regulação dos ritmos circadianos. Sabe-se que a estimulação deste segrega melatonina pela glândula pineal e que a rede de 20 000 neurónios que o compõe regula diferentes funções no corpo. Segue um ritmo com um ciclo ligeiramente superior às 24 horas. E é graças a esse ligeiro desfasamento que consegue reajustar-se naturalmente à variação da luz diurna, ao longo das diferentes estações. Além de rodopiar sobre si, a Terra move-se pelo espaço em torno do Sol, a algo como 50 000 km por hora. E, por incrível que pareça, a chávena de chá que bebo neste momento nem sequer treme.

Alterar o ritmo

Respondamos com duas questões usando como exemplo um relógio que dá horas:
Posso alterar a hora do meu relógio para ser diferente do fuso horário?

A resposta imediata é sim. A questão seguinte é:
Queres mesmo fazer isso?

Como vida, temos 3900 milhões de anos passados a reagir a este ciclo. Como animal humano, já contamos com cinco milhões de anos de evolução seguindo este ritmo diurno.

Até podemos alterar o nosso comportamento para sermos noturnos, acender lâmpadas de noite, impedir a entrada de luz de dia, tomar estimulantes e (des)regularmo-nos ao ritmo que nos apetecer. Na minha mundividência, e o que os estudos sugerem, é que isso simplesmente não acontece a nível biológico. E quando há alterações biológicas, tendem a ter repercussões prejudiciais para os organismos (des)regulados. Basta observar os inúmeros casos de animais de cativeiro que, tendo os padrões de luz alterados, desenvolvem mais doenças e a esperança de vida desce a pique.

Tudo parece sugerir que os sistemas envolvidos no ritmo biológico são extremamente profundos e ancestrais, ultrapassando o macrossistema em que estamos inseridos. A sua modificação implicaria uma mudança radical na nossa biologia para que passassem a ocorrer de uma forma harmoniosa e sem efeitos colaterais.

Segunda a OMS (Organização Mundial de Saúde):

Aqueles que trabalham de noite têm uma probabilidade três vezes maior de diminuir o seu tempo de vida, assim como de contrair todo o tipo de doenças.

Esta é a razão pela qual de noite os preços tendem a subir para todo o trabalho, produto ou serviço. Ainda assim, a compensação tende a ser ridícula, face ao elevado risco e prejuízo sobre os trabalhadores noturnos.

A reação do cérebro à luz do dia pelo núcleo supraquiasmático controla diversas funções essenciais, como o sono, a regeneração do corpo e a autorregulação dos processos fisiológicos.
Até os cegos sofrem do chamado efeito jet lag quando trocam o dia pela noite após viagens de avião entre cidades com fusos horários significativamente diferentes. O corpo parece ter desenvolvido vários sistemas para perceber se é dia ou noite. Mesmo quando tentamos iludir um dos sistemas, os outros parecem ser capazes de detetar a incongruência, baralhando o sistema hormonal.

Estes ritmos foram sendo codificados nos genes ao longo da nossa evolução enquanto vida, estando presentes ao nível das células, como em tudo o que é vivo.

Foi comprovado que até uma bactéria contém em si um ciclo circadiano, pelo qual se regula.

Comprovou-se também que o ciclo circadiano de um ser humano e de uma mosca são relativamente semelhantes. Do ponto de vista biológico, somos animais diurnos e são inúmeros os estudos que atestam os danos que a saída do “ritmo” inflige à saúde e à psique.

É certo que as possibilidades da epigenética poderiam abrir portas à ideia de adaptação. A relevância crescente do RNA (reescrito pelo estilo de vida e ambiente) sobre o DNA (herdado e aparentemente imutável) cria essa possibilidade. Porém, muito sinceramente, não apostaria a minha vida nisso. Sendo algo tão ancestral, a complexidade da modificação da nossa matriz é tal que não colocaria grandes esperanças na adaptação harmoniosa do corpo.

Interpretar o ciclo

Pelas 23h00, a vesícula encontra-se no seu pico ascendente (mais ativa), pelo que se estiver em tensão (excesso de energia Qi) esta será a hora em que este desequilíbrio se manifesta.
Por oposição, é também a hora em que o coração se encontra no seu pico descendente (menos ativo), pelo que se estiver em colapso será nesta hora que se manifesta. O estômago encontra-se num estado de maior poder digestivo entre as 7h00 e as 9h00, tornando-se mais passivo entre as 19h00 e as 21h00.
O fígado fica mais ativo entre a 1h00 e as 3h00 da manhã. É por isso que, se ainda não estivermos a dormir a esta hora, sentiremos uma espertina. Estando o fígado associado a processos criativos, é também neste período que muitos artistas sentem um pico de criatividade. Estando a lutar contra o sono, é normal sentirmo-nos subitamente mais despertos. É também o período em que, por oposição, o intestino delgado recebe menos energia, tornando-se difícil digerir convenientemente o que quer que seja ingerido durante este período.
Esta é também a hora em que o fígado se reequilibra e se desintoxica. Quanto ao cérebro, utiliza este período para entrar em sono profundo, purificando-se das toxinas acumuladas durante o dia e calibrando-se para otimizar o seu funcionamento no dia seguinte. Se estivermos acordados durante este período, iremos dificultar este processo, o que, com o tempo, poderá prejudicar a nossa saúde, bem como a nossa memória.

OBS: É importante compreender que as horas apresentadas não são rígidas, servindo como referência aproximada. O relógio biológico segue um ciclo ligeiramente superior ao das 24h pelo que vai variando e ajustando-se para corresponder ao movimento do sol a cada dia. Reajustes poderão e deverão ser feitos, considerando a mudança da hora, a estação do ano e aspectos individuais.

Períodos em detalhe

05h00 às 07h00 » Intestino grosso mais ativo | Rim menos ativo

Acorda e bebe água! O corpo precisa de água para manter a saúde do cólon.
Vai dar uma caminhada ou movimentar o corpo. E nada de cafeína a esta hora.
Esta é a melhor hora para ter o movimento intestinal pois o intestino grosso está em modo de “deixar ir”, física e emocionalmente.
Os níveis de melatonina começam a cair.
Os níveis de insulina no sangue estão mais baixos.
A pressão arterial e a frequência cardíaca começam a aumentar.
Os níveis de cortisol, a hormona do stress, começam a aumentar.

IG1-Metal-Yang_Shang-Yang06h00 – Maior probabilidade de que se inicie a menstruação.
06h45 – Aumento da pressão arterial.

Sintomas de desequilíbrio: prisão de ventre, fezes secas, irritação na pele e sentirmo-nos emocionalmente “presos” ou estagnados.
Ponto de acupressão regulador: IG1 (Intestino Grosso 1, ShangYang “Metal Yang”)

07h00 às 09h00 » Estômago mais ativo | Pericárdio menos ativo

7h_estomago-pericardioToma o pequeno-almoço! Alimenta-te bem e prepara-te para o dia (mala, snacks, almoço, etc.)
Como a função do estômago é digerir, este é o melhor período para tomar um bom e saudável pequeno-almoço.
Os sintomas de artrite reumatoide ficam piores.
As células imunológicas (linfócitos T auxiliares) estão no seu nível mais baixo.

E36- Leg Three Miles -ZUSANLI07h30 – Para a secreção de melatonina.
08h00 – O risco de ataque cardíaco e AVC é mais elevado (entre as 6h00 e as 12h00).
08h30 – A evacuação é mais provável devido à ativação do intestino.

Sintomas de desequilíbrio: refluxo (gastrite), úlcera no estômago e mau hálito.
Ponto de acupressão regulador: E36 (Estômago 36, Zusanli “Caminha mais três milhas”)

09h às 11h00 » Baço mais ativo | Triplo aquecedor menos ativo

9h_baco-triplo-aquecedorTrabalha, sê ativo! O baço está associado a uma mente aguçada, dando suporte ao metabolismo e convertendo nutrientes em energia. Neste período, podemos ajudar o baço com um chá quente ou com um snack ligeiro.

B3-Supreme-White-TAIBAI09h00 – Níveis mais altos de testosterona. Boa altura para praticar desporto.
10h00 – Estado máximo de despertar.

Sintomas de desequilíbrio: fezes soltas, inchaço após as refeições, desejo de doces e falta de energia.
Ponto de acupressão regulador: B3 (Baço 3, TaiBai “Supremo Branco”)

11h00 às 13h00 » Coração mais ativo | Vesícula menos ativa

11h_coracao_vesicula-biliarAlmoça e socializa! Desfruta de conversas, liga-te a pessoas e coopera. Dispõe-te a servir e estabelece contacto. Almoça uma boa refeição que não te deixe cheio.
Durante estas horas é bom relaxar, desfrutar do almoço e dormir uma sesta. Como o coração não gosta de calor (emocional ou físico), é de evitar cafeína, stress, exercício intenso e tudo o que aumenta a pressão sanguínea.

C8-Lesser-Palace-SHAOFU12h00 – Os níveis de hemoglobina no sangue atingem o ponto máximo

Sintomas de desequilíbrio: palpitações, respiração curta, mãos e pés frios, insónia.
Ponto de acupressão regulador: C8 (Coração 8, Shaofu “Palácio Menor”)

13h00 às 15h00 » Intestino Delgado mais ativo | Fígado menos ativo

13h_intestino-delgado_figadoTrata de assuntos e organiza-te! Dá ordem aos assuntos. É um período de organização por excelência. A criatividade decresce neste período.
O corpo digere o almoço e “separa as águas”.
O intestino delgado separa os fluídos limpos dos menos puros, que envia para a bexiga e intestino grosso. Se não bebermos água suficiente ao longo do dia, vamos sentir-nos desidratados nestes períodos.

ID5-Yang-Valley-YANGGU14h30 – Maior coordenação.

Sintomas de desequilíbrio: úlceras no duodeno, inchaço com vómito ou gases.
Ponto de acupressão regulador: ID5 (Intestino Delgado 5, Yanggu “Vale Yang”)

15h00 às 17h00 » Bexiga mais ativa | Pulmão menos ativo

15h_bexiga_pulmaoTrabalha, estuda e bebe chá! É a melhor altura para trabalhar de forma eficiente e para um chá da tarde, que ajudará a desintoxicar o corpo.
Este é um período do dia em que podemos sentir os níveis de energia a descer, especialmente se estivermos desidratados. A bexiga armazena e liberta a urina, sendo nutrida por alimentos mais salgados. Uma sopa de miso ou um bom caldo de vegetais durante esta hora poderão ajudar a fortalecer a bexiga (e os rins, o órgão emparelhado).

B66-Foot-Connecting-Valley-ZUTONGGU15h00 – Mais força a agarrar, frequência respiratória e reflexos mais elevados.
15h30 – Maior velocidade de reação.
16h00 – A temperatura corporal, pulsação arterial e pressão sanguínea atingem o nível máximo.

Sintomas de desequilíbrio: ardor ao urinar, infeção urinária e incontinência urinária.
Ponto de acupressão regulador: B66 (Bexiga 66, Zutonggu “Ligar o pé ao vale”)

17h00 às 19h00 » Rim mais ativo | Intestino Grosso menos ativo

17h_rim_intestino-grossoRestaura a tua energia e janta! Os rins restabelecem as reservas d energias. Se te sentes cansado, em que gastaste energia? Coloca-te em primeiro lugar.
Os rins são responsáveis pelo nosso impulso, desenvolvimento, capacidade reprodutiva e crescimento. Atividades que dão suporte a isto passam por uma refeição saudável (leve) com uma pita de sal para reforçar o sabor e o amor, mantendo forte a “essência” do rim.

R10-Yin-Valley-YINGU17h00 – Maior eficácia cardiovascular, força muscular e elasticidade.
18h00 – Maior fluxo urinário.
18h30 – Pressão arterial mais elevada.

Sintomas de desequilíbrio: dificuldades sexuais, falta de vigor, dores lombares e cabelos brancos prematuramente.
Ponto de acupressão regulador: R10 (Rim 10, Yingu “Vale Yin”)

19h00 às 21h00 » Pericárdio mais ativo | Estômago menos ativo

19h_pericardio_estomagoSocializa, namora e diverte-te! O pericárdio é responsável pela circulação, pelo cérebro e pelos órgãos reprodutores. Melhor hora para parir, ter relações e receber uma massagem.
O pericárdio é considerado um governador do coração. Para dar-lhe suporte, este é o período para sermos gentis e suaves, obtendo assim um bom sono. Atividades como meditação, estiramentos suaves, ler ou namoriscar vão nutrir o pericárdio.

P8-Palace-of-Toil-LAOGONG19h00 – Temperatura corporal máxima.

Sintomas de desequilíbrio: Problemas mentais e emocionais, cãibras nos braços ou no peito, cara ou axilas inchadas, mãos quentes e suadas.
Ponto de acupressão regulador: PE8 (pericárdio 8, Laogong “Palácio do trabalho exaustivo”)

21h00 às 23h00 » Triplo Aquecedor mais ativo | Baço menos ativo

21h_triplo-aquecedor_bacoDesfruta, relaxa e lê! A tiroide e as adrenais começam a regular-se especialmente neste período. Responsável pela transferência de energia, regulação da temperatura e metabolismo. Evita comer!
O Triplo Aquecedor (San Jiao em chinês) é um conjunto agregado no corpo que realiza uma ação consertada. Para dar suporte ao triplo aquecedor devemos pensar em ir dormir neste período. Indo mais cedo o Inverno e um pouco mais tarde no Verão.

TA6-Branching-Ditch-ZHIGOU21h00 Inicio de secreção de melatonina; Limiar da dor é mais baixo.
22h30 Interrupção dos movimentos intestinais.

Sintomas de desequilíbrio: Abdómen inchado, edemas, incontinência, dores na face, dores de garganta, zumbidos, dores na lateral do peito, no umbigo, nas coxas ou pernas
.
Ponto de acupressão regulador: TA6 (Triplo Aquecedor 6, Zhigou “Ramificar e drenar”)

23h00 às 01h00 » Vesícula mais ativo | Coração menos ativo

23h_vesicula-biliar_coracaoDormir e regenerar! Quem tenha pedras na vesícula poderá sentir dores nesta hora.
Fisicamente a vesícula armazena e segrega a bílis, emocionalmente está associada à autoestima e ao tomar de decisões. Quando não dormimos nesta hora, estamos a esgotar as reservas de energias da vesícula, que com o tempo, leva a uma baixa autoestima, mau julgamento e dificuldade em digerir gorduras.

VB41-Foot-Governor-of-Tears-ZULINQI23h00 Reações alérgicas são mais prováveis.
00h00 produção crescente de vasopressina até de manhã. A vasopressina é uma hormona antidiurética associada à regulação dos líquidos no corpo e a suprimir a sensação de sede. A desregulação desta hormona está associada à diabetes insípida e outras questões relacionadas com a constrição dos vasos sanguíneos.

Sintomas de desequilíbrio: pensamentos erráticos e desordenados, dificuldade em acalmar e meditar, acidez e dores de estômago, dor de cabeça (principalmente entre as sobrancelhas), tensão no maxilar, bruxismo (ranger os dentes), sabor amargo na boca, problemas de visão, dor nas axilas, nas omoplatas, na lombar e nas laterais do corpo.
Ponto de acupressão regulador: VB41 (Vesícula Biliar 41, Zunlinqi “Pé Governador das Lágrimas”)

01h00 às 03h00 » Fígado mais ativo | Intestino Delgado menos ativo

1h_figado_intestino-delgadoSono profundo e sonhar! Se acordamos a esta hora o fígado está sobrecarregado pelo processo de desintoxicação. Estar acordado a esta hora também prejudicará o fígado assim como álcool, químicos, drogas (fármacos e estupefacientes) que o intoxicam.
Um dos papéis do fígado é armazenar o sangue e orientar-nos ao longo do dia. Se não dormimos nesta hora, rapidamente podemos entrar em défice, especialmente nas mulheres pela importância do sangue no fígado para a menstruação (mesmo que já esteja na menopausa). Emocionalmente o fígado está associado à raiva (“os maus fígados”) e por oposição à tolerância e a capacidade de sermos mais pacientes. O despertar neste período está associado a raiva reprimida e ressentimentos antigos.

F1-Big-Mound-DADUN01h00 Maior probabilidade de as grávidas entrarem em trabalho de parto; Células imunológicas (linfócitos T auxiliares) estão no ponto máximo.
02h00 Sono mais profundo, relaxamento máximo; Hormonas de crescimento estão mais elevadas.

Sintomas de desequilíbrio: menstruação irregular, anemia, fadiga crónica e dor de cabeça.
Ponto de acupressão regulador: F1 (Fígado 1, Dadun “Grande Montanha”)

03h00 às 05h00 » Pulmão mais ativo | Bexiga menos ativa

3h_pulmao_bexigaDorme e vibra! Se tossirmos a esta hora, são os pulmões a expelir toxinas
O pulmão é responsável pelo movimento da energia Qi através dos meridianos ao longo de todo o corpo, tendo um papel essencial no sistema imunitário. Emocionalmente está associado à tristeza, mágoa e preocupações. O acordar neste período pode estar associado a uma mágoa ou arrependimento.

P8-Channel-Gutter-JINGQU04h00 Maior probabilidade de ataques de asma.
04h30 Temperatura corporal mais baixa.

Sintomas de desequilíbrio: respiração ruidosa ou ofegante, tosse, asma ou adoecer facilmente.
Ponto de acupressão regulador: P8 (Pulmão 8, Jingqu “Canal da sarjeta”)”

Fonte da informação: http://alqimia.org/

 

Fontes:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1847943
http://medicosdeportugal.sapo.pt/glossario/vasopressina
http://www.infopedia.pt/$ritmos-biologicos
http://www.actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/viewFile/3054/2396
http://www.forbes.com/2009/10/14/circadian-rhythm-math-technology-breakthroughs-brain.html
https://en.wikipedia.org/wiki/Suprachiasmatic_nucleus
https://pt.wikipedia.org/wiki/Rel%C3%B3gio_biol%C3%B3gico
http://revistaeducacao.uol.com.br/textos/0/cronobiologia-os-ritmos-da-vida-241624-1.asp
http://www.webconsultas.com/mente-y-emociones/trabajo-y-tiempo-libre/los-ritmos-circadianos-2363

AS 7 EMOÇÕES NEGATIVAS SEGUNDO A MEDICINA CHINESA

man-person-people-emotions-large“As sete emoções básicas relacionadas às funções orgânicas são a raiva, alegria, preocupação, pensamento obsessivo, tristeza, medo e choque (pavor). Apesar da conexão mente/corpo ter sido reconhecida relativamente há pouco tempo na medicina ocidental, a interacção das emoções com o corpo físico é um aspecto essencial na Medicina Tradicional Chinesa.

Cada órgão corresponde a uma emoção e o desequilíbrio dessa emoção pode afectar a função do órgão. Por exemplo, a raiva prolongada pode levar a um desequilíbrio no fígado. Ao mesmo tempo, desequilíbrios no fígado podem produzir sintomas de raiva que geralmente levam a um ciclo auto-perpetuador.

Ao discutirmos o aspecto emocional do processo da doença, é importante lembrar que é normal sentirmos a gama completa das emoções. Uma fonte de desequilíbrio surge somente quando uma emoção em particular é vivenciada por um período prolongado de tempo ou com uma intensidade específica.

Certamente é importante que uma pessoa com problemas emocionais sérios recorra à ajuda profissional de um psicoterapeuta. Mas, mesmo nesses casos, a terapia é mais eficaz quando o desequilíbrio do órgão correspondente é ajustado. A acupunctura é especialmente eficaz no tratamento de desordens emocionais. Mesmo quando ela não é completamente eficaz no tratamento de distúrbios físicos, quase sempre ela proporciona um estado de paz emocional.

RAIVA
Está associada ao fígado. Por sua natureza, a raiva causa o aumento do qi, o que provoca rosto e olhos avermelhados, dores de cabeça e vertigens. Isso coincide com o padrão de aumento do chamado fogo do fígado. A raiva também pode fazer o Chi do fígado “atacar o baço”, produzindo falta de apetite, indigestão e diarreia, geralmente isso ocorre com pessoas que discutem na mesa de refeições ou comem enquanto dirigem.

Numa visão mais a longo prazo, a raiva ou frustração reprimida normalmente causa a estagnação do qi e isso pode resultar em depressão ou desordens menstruais. É interessante notar que as pessoas que ingerem ervas para liberar o Chi estagnado do fígado normalmente experimentam surtos de raiva quando a estagnação é liberada. A raiva passa quando o equilíbrio é restaurado. Da mesma forma, geralmente a raiva e a irritabilidade são os factores determinantes no diagnóstico da estagnação do Chi do fígado.

Muitas pessoas ficam aliviadas ao saber que sua raiva tem um fundo fisiológico. É essencial evitar ingerir café durante o tratamento de desordens do fígado relacionadas à raiva, pois o café aquece o fígado e intensifica muita a condição desfavorável.

ALEGRIA
A emoção da alegria está ligada ao coração. Uma desordem relacionada à alegria pode parecer estranha, já que a maioria das pessoas deseja o máximo de alegria em suas vidas. As desordens dessa emoção não são causadas pela felicidade. O desequilíbrio surge quando entusiasmo ou estímulos excessivos ocorrem ou boas notícias súbitas chegam como um choque para o sistema.

Ao avaliar os níveis de stress, os psicólogos verificam todas as fontes de stress: positivas e negativas. É claro que a morte de um cônjuge ou a perda de um emprego é uma fonte significante de estresse. Porém, um casamento ou promoção no emprego, ainda que seja uma ocasião feliz, também é uma fonte de stress.

Uma pessoa que está constantemente saindo, frequentando festas e vivendo uma vida de excessos, pode acabar desenvolvendo desequilíbrios do coração como palpitações, ansiedade e insónia. Uma pessoa com desequilíbrios no coração também pode demonstrar sintomas emocionais, já que o coração é o lar do espírito (shen). Uma pessoa com sérios distúrbios no shen do coração pode ser vista conversando alegremente consigo mesma e tendo surtos de gargalhadas.

Tal comportamento resulta da incapacidade do órgão do coração em proporcionar um local de descanso estável para o espírito. Esse tipo de desequilíbrio é tratado com acupunctura ao longo do meridiano do coração. Os tratamentos herbários consistem em fórmulas que nutrem o sangue do coração ou yin. Se o fogo do coração perturba o espírito, ervas que limpam o calor do coração são usadas.

PREOCUPAÇÃO
A preocupação, uma emoção muito comum em nossa sociedade repleta de stress, pode emoçõesesgotar a energia do baço. Isso pode causar distúrbios digestivos e acabar levando à fadiga crónica: um baço enfraquecido não pode transformar o alimento em Chi de maneira eficaz e também os pulmões são incapazes de extrair o Chi do ar eficientemente.

Uma pessoa que se preocupa muito “transporta o peso do mundo sobre seus ombros”, e uma palavra que descreve muito bem como uma pessoa se sente quando o qi de seu baço está fraco é depressão. O tratamento inclui moxa e ervas que fortificam o baço, o que proporciona à pessoa energia para lidar com os problemas da vida em vez de vivenciá-los.

PENSAMENTO OBSESSIVO
Pensar excessivamente ou obsessivamente sobre um assunto também pode esgotar o baço, o que causa a sua estagnação. Uma pessoa com essa condição pode exibir sintomas como falta de apetite, esquecimento de se alimentar e inchaço após comer. Com o tempo, a pessoa pode desenvolver uma complexão pálida devido à deficiência de qi do baço. Eventualmente, isso pode afectar o coração, fazendo a pessoa sonhar com os mesmos assuntos à noite. Geralmente os estudantes são afetados por esse desequilíbrio. O tratamento padrão é usar ervas que tonifiquem o sangue do coração e o qi do baço.

TRISTEZA
A tristeza ou pesar afecta os pulmões, produzindo fatiga, falta de ar, choro ou depressão. O tratamento dessa condição envolve acupunctura para os pontos ao longo dos meridianos do pulmão e rim. Normalmente, fórmulas herbárias são usadas para tonificar o chi ou yin dos pulmões.

MEDO
A emoção do medo está relacionada com os rins. Essa ligação pode ser prontamente percebida quando o medo extremo faz uma pessoa urinar incontrolavelmente. Nas crianças isso também se manifesta quando elas urinam na cama, o que os psicólogos associaram com insegurança e ansiedade.

A ansiedade prolongada devido às preocupações com o futuro pode esgotar o yin, yang e qi dos rins, o que pode eventualmente levar à fraqueza crónica. O tratamento envolve tonificar os rins com tónicos yin ou yang, dependendo dos sintomas particulares.

CHOQUE(PAVOR)
O choque é especialmente debilitante para os rins e o coração. A reacção “lutar ou fugir” causa uma libertação excessiva de adrenalina das glândulas adrenais ou supra-renais, que se localizam sobre os rins. Isso faz o coração responder com palpitações, ansiedade e insónia.

O estresse crônico oriundo do choque pode ser muito debilitante para o sistema inteiro, causando uma ampla gama de problemas. O choque severo pode ter um efeito duradouro sobre o shen do coração, como fica evidente em vítimas da síndrome do stress pós-traumático. O tratamento envolve psicoterapia, ervas que acalmam o espírito e nutrem o coração e rins, e tratamentos regulares de acupunctura.”

______

Fonte: Interação Holística

Conheça os benefícios da medicina tibetana

“A medicina tibetana é uma pérola no acervo da medicina chinesa. A população tibetana acumula experiências muito ricas na convivência com a natureza e na luta contra diversos tipos de doenças, formando um sistema muito específico.

Hoje em dia, a medicina tibetana é cada vez mais aceita por pacientes dentro e fora da China. O vice-director do Instituto de Medicina Tibetana, Migmar, é um especialista nessa área, que tem crescido nos últimos anos. Ele conhece bem a história, a situação atual e as perspectivas da medicina tibetana.

Segundo ele, a medicina tibetana é cem por cento natural e as matérias-primas são principalmente diversos tipos de plantas, ou parte de corpos de animais, além de alguns minerais. Os medicamentos tibetanos são fáceis de serem ingeridos e muito mais baratos que outros tipos de medicamentos, devido ao baixo custo de produção.

Para Migmar, a medicina tibetana já tem uma história de 3.800 anos. Apesar dessa longa história, ela possuía poucos especialistas e poucos recursos. Porém, após a libertação, o Tibete formou muitos especialistas altamente qualificados e modernos. O governo tibetano fundou, em 1985, a faculdade de medicina tibetana dentro da Universidade do Tibete. Junto com a Escola Politécnica de Medicina Tibetana, criada em 1983, foi criado o Instituto de Medicina Tibetana.
A entidade serve como a base para formação de profissionais de alto nível e com uma visão moderna sobre a medicina tibetana.

Migmar começou a frequentar o curso da medicina tibetana dessa universidade em 1985. Até o momento, o Instituto de Medicina Tibetana já formou mais de 2.600 profissionais de todo o país, espalhados por diversas localidades do Tibete, bem como em Qinghai, Sichuan, Gansu e Yunnan.

Com o desenvolvimento científico e tecnológico, a medicina tibetana tradicional começou a voltar-se para uma combinação com a medicina ocidental. Os pesquisadores se dedicam a recorrer a meios científicos para elaborar os medicamentos tibetanos, que antigamente eram administrados em forma de pílula, em pó e em decocção, e hoje são cápsulas, remédios tópicos e até injecções.
Além disso, vêm sendo intensificados os intercâmbios com outros locais do país e do resto do mundo.”

Fonte: cri online

AS 7 EMOÇÕES NEGATIVAS SEGUNDO A MEDICINA CHINESA

“As sete emoções básicas relacionadas às funções orgânicas são a raiva, alegria, preocupação, pensamento obsessivo, tristeza, medo e choque (pavor). Apesar da conexão mente/corpo ter sido reconhecida relativamente há pouco tempo na medicina ocidental, a interação das emoções com o corpo físico é um aspecto essencial na Medicina Tradicional Chinesa.

featured18@wdd2x

Cada órgão corresponde a uma emoção e o desequilíbrio dessa emoção pode afetar a função do órgão. Por exemplo, a raiva prolongada pode levar a um desequilíbrio no fígado. Ao mesmo tempo, desequilíbrios no fígado podem produzir sintomas de raiva que geralmente levam a um ciclo auto-perpetuador.

Ao discutirmos o aspecto emocional do processo da doença, é importante lembrar que é normal sentirmos a gama completa das emoções. Uma fonte de desequilíbrio surge somente quando uma emoção em particular é vivenciada por um período prolongado de tempo ou com uma intensidade específica.

Certamente é importante que uma pessoa com problemas emocionais sérios recorra à ajuda profissional de um psicoterapeuta. Mas, mesmo nesses casos, a terapia é mais eficaz quando o desequilíbrio do órgão correspondente é ajustado. A acupuntura é especialmente eficaz no tratamento de desordens emocionais. Mesmo quando ela não é completamente eficaz no tratamento de distúrbios físicos, quase sempre ela proporciona um estado de paz emocional. Continuar a ler

Acupuntura como meio eficaz no tratamento da cervicalgia crónica

Acupuncture  “A dor na região da coluna vertebral, situada entre os ombros e a base da cabeça (osso occipital), com eventual irradiação para a cabeça, omoplata, membros superiores ou coluna dorsal é conhecida como cervicobraquialgia ou cervicalgia, em linguagem corrente as queixas são de dor no pescoço e rigidez.

A região cervical está composta por 7 vértebras e oito raízes nervosas, que podem ser acometidas por vários factores dando assim origem a esta patologia.
Os sintomas mais comuns são dor e rigidez na região do pescoço, onde o paciente pode desenvolver posturas inadequadas, levando a um processo inflamatório difuso, devido à falta de tratamento, que por vezes irradia por todo o membro superior.

18586_acupuntura
Na justificativa médica moderna as causas comuns da cervicalgia, são: sobrecarga nos membros superiores, como trabalhos forçado e repetitivos, enfermidades degenerativas, desordens mecânicas e sobrecarga emocional. Quadros Persistentes de cervicalgia, devem ser investigados quanto à eventual origem neoplásica.
Ao aprofundar os conceitos inerentes, pela visão da Medicina Tradicional Chinesa para esta patologia temos:

  • Idade avançada e excesso de trabalho, levam a uma Insuficiência de Yin do Rim, com má nutrição dos ossos e osteoartrite e leva á irradiação da dor e restrições na amplitude do movimento do pescoço. Em pacientes mais idosos, o quadro degenerativo produz calcificações discais, formando hérnias com dores que se agravam lentamente.
  • Situações muito comuns dos dias de hoje, como alterações emocionais, gerados por stress e pressão diários no trabalho, agem sobre o fígado causando estagnação. Alterações psicossomáticas, como raiva e represamento dos sentimentos, também consomem o Yin, afectam o Fígado e levam à cervicalgia por Insuficiência de Yin do fígado e do rim, podendo levar à má nutrição dos tecidos moles, hérnia discal e osteoartrite.
  • Temos ainda factores externos, como a síndrome do chicote, comuns em acidentes de automóvel a baixa velocidade, em que o mecanismo de aceleração e desaceleração transfere para a cervical fortes impactos, afectam e lesionam as partes moles e até geram lesões ósseas e articulares.
  • Síndrome com espasmo muscular por obstrução dos meridianos, devido à invasão do vento frio também pode conduzir à cervicalgia.

A acupunctura trata-se de um recurso adicional ao tratamento convencional, pois após alguns tratamentos foi constatada uma redução significativa da intensidade da dor, do consumo de analgésicos, e das desordens do sono, entre outros factores, com resultados visíveis logo após a primeira sessão.

Fonte:Júlia Conceição
Acupunctora”

fotos-cervical1-765x510