Coisas que um massagista sabe sobre si em apenas uma hora

“Além de aliviar a tensão muscular e de ajudar a se recuperar de lesões, seu massagista descobre muito mais coisas sobre você e sobre a sua saúde em apenas uma sessão.

massagem-costa
Na hora que passa deitado na maca, recebendo uma massagem, o seu corpo revela muito mais do que o stress muscular que pediu para aliviar.

O site Rodale’s Organic Life falou com alguns massoterapeutas sobre o que eles conseguem perceber sobre nós e sobre a nossa saúde durante uma sessão de massagem.

1. Adora bolsas grandes. Se o seu corpo está mais tenso de um dos lados, o terapeuta saberá que muda mais vezes de perna quando está de pé – o que acontece às mulheres que usam bolsas predominante num dos ombro Os sinais que o revelam são o fundo das costas fraco e/ou ter um lado do quadril maior do que o outro. As pessoas que passam o dia sentados em frente ao computador também tendem a ter os glúteos e a pernas mais tensos.

3. Dorme de barriga para baixo. Esta posição gera dor extra no pescoço e os massagistas conseguem sentir a tensão.

4. Dirige muito. Sentar-se ao volante provoca uma postura meio inclinada para a frente. Especialmente os ombros curvados para a frente.

5. Tem uma lesão. Se de fato tiver uma lesão, o terapeuta conseguirá sentir calor e inflamação na zona afectada. Já as lesões crónicas serão perceptíveis devido à formação de músculos desidratados que fazem nós. Com lesões repetitivas fazem com que os tendões e os músculos pareçam cordas ao toque.

6. Está com prisão de ventre. O terapeuta consegue sentir que está com prisão de ventre se o seu estômago estiver firme ao toque.

7. Troca muitas mensagens. Os ‘amantes crónicos’ do telefone e das mensagens de texto vão sentir dor quando o terapeuta lhes massajar os ombros. Isto porque quando está escrevendo no telefone, está com a cabeça para a frente e para baixo, causando um desequilíbrio nos ombros.

8. Bebe pouca água. Alguns pontos na parte superior das costas seriam suaves se tivesse bebido os oito copos de água recomendados por dia.
terapeutica_corpo
9. Está sempre com frio. É instintivo subir os ombros até às orelhas quando se sente com frio. Se costuma ter frio vai estar com o pescoço e o topo dos ombros tensos durante quase todo o inverno.

10. É corredor. O quadril e a parte inferior das costas estarão mais tensas, e provavelmente também terá alguma tensão na planta dos pés.

11. Está com alergias. Se está com alergias ao pó ou a pelo de animais de estimação terá a pele em volta dos olhos, da testa, das bochechas e do queixo macia e inflamada. O mesmo acontece com as glândulas linfáticas do peito, pescoço e axilas.

12. Usa mochila com frequência. As alças da mochila pesada atravessam as omoplatas e os músculos na escápula tornam-se rígidos em resposta à pressão.”
Fonte: http://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle

Anúncios

Dor Ciática

dor-nervo-ciaticoA dor ciática não é uma patologia em si, mas um sintoma manifestado pela dor provocada pela pressão exercida sobre o nervo ciático – o mais longo do corpo humano e que estabelece a ligação entre a coluna e os membros inferiores. Pode ser um indício de outros problemas de saúde e é mais frequente após os 30 anos, altura em que começa o desgaste gradual dos discos vertebrais.

Causas da Dor Ciática

  • Má postura.
  • Esforço muscular.
  • Traumatismo (queda, acidente).
  • Hérnia de disco.
  • Cicatriz (quando a pele cicatrizada exerce pressão sobre o nervo e provoca dor).
  • Infecção na zona inferior da coluna.
  • Tumor espinal.
  • Gravidez (devido à alteração do centro de gravidade, actividade hormonal, aumento de peso).
  • Profissão (condução de veículos ou transporte de objectos pesados).
  • Outras patologias como a diabetes (neuropatias associadas).

Sintomas da Dor Ciática

Os sintomas deste problema podem variar em tipo, gravidade e localização, consoante a patologia que está na sua origem. A dor tem início na coluna e irradia pela zona inferior do corpo (nádega, coxa e ao longo do membro inferior). Os principais sinais são:

  • Dor constante num lado dos membros inferiores (nádega, perna). Embora o nervo ciático se divida pelos dois membros inferiores raramente a dor se manifesta em ambos em simultâneo.
  • Dor que piora quando se está sentado.
  • Dor intensa que dificulta o levantar ou andar.
  • Fraqueza muscular.
  • Ardor ou formigueiro ao longo da perna.
  • Dormência.

Deve procurar ajuda médica se apresentar os seguintes sintomas:

  • Dor que se agrava com o passar dos dias.
  • Fraqueza acentuada.
  • Dor ciática em ambos os membros inferiores, provocando incontinência (urinária e fecal). Pode ser indício de síndrome de cauda equina, uma patologia rara que afecta o nervo.
  • Perda de sensibilidade nos membros

CIaticaTratamento da Dor Ciática

O repouso não é a melhor estratégia para combater a dor ciática, pois há o risco de agravar os sintomas e de favorecer a imobilização. Se a dor ciática não melhorar ou desaparecer após alguns dias, ou se houver um agravamento de algum dos sintomas, é obrigatória a observação médica.

Os principais métodos para tratar este problema são:

  • Aplicação de frio ou quente.
  • Prática de exercícios físicos suaves na água (hidroterapia), em bicicleta estática ou alongamentos.
  • Toma de fármacos (analgésicos para atenuar a dor, anti-inflamatórios, relaxantes musculares, entre outros, em função da patologia na origem).
  • Fisioterapia para correcção da postura e melhoria da flexibilidade.
  • Massagem de relaxamento.
  • Terapias alternativas como Osteopatia ou Acupunctura.
  • Cirurgia (por exemplo, no caso de hérnia de disco).

Lesões por Tarefas Repetitivas

LER 

O que são as Lesões por Tarefas Repetitivas?

“Denomina-se Lesão por Tarefas Repetitivas a toda lesão causada pelo desempenho de actividade repetitiva e contínua, como por exemplo condução de transportes públicos ou digitação a computador, etc.

Estes tipos de lesões estão normalmente associados com a actividade profissional da pessoa e ocorre sempre que houver incompatibilidade entre os requisitos físicos da actividade ou tarefa e a capacidade física do corpo humano.

Existem alguns factores de risco que contribuem para a obtenção deste tipo de lesão, entre estes destacam-se os movimentos repetitivos, postura incorrecta, levantamentos de pesos, etc.

Estas lesões vão-se instalando lentamente no organismo humano e muitas vezes passam despercebidas ao longo de toda uma vida de trabalho e quando são descobertas já existe uma evolução tal que pode ser já tarde para a sua recuperação.

-Como prevenir este tipo de lesões?

As medidas preventivas destinadas a evitar lesões por desempenhar tarefas repetitivas passam por a adaptação ou ajustamento do meio ambiente (trabalho ou lazer), às características psico-fisiológicas ou particularidades do corpo humano.

Dicas para evitar lesões:

  • Sempre que esteja mais que duas horas em digitação, levante-se da sua cadeira e movimente-se;
  • Beba água regularmente ao longo do dia;
  • Tenha postura adequada: ombros relaxados, pulsos rectos, costas apoiadas no encosto da cadeira;
  • Mantenha sempre a base dos pés totalmente assentes no chão;
  • Mantenha sempre as costas direitas (com um ângulo recto) e encostadas ao assento da sua cadeira;
  • Nos casos em que use uma cadeira de tamanho ajustável, ajuste-a à sua mesa de trabalho. O assento da cadeira deve-se ajustar ao seu corpo e nunca deverá tocar a parte interna de seus joelhos, pois se isto acontecer, poderá afectar a circulação do sangue nas suas pernas;
  • Não apoie os pulsos durante a digitação, pois se o fizer, poderá provocar compressão nos nervos de seu pulso; a digitação deve ser feita com os pulsos ligeiramente levantados.”

    Fonte: centrofisiatrico