20 Dores corporais e a relação delas com os sentimentos

“A dor fala mais do que estamos vivendo do que se imagina.
Se você está sofrendo com algum tipo de dor, este post pode ajudar a encontrar a causa. Não se assuste se essa causa não for uma inflamação ou lesão, mas um problema emocional.
Capturar
Preparamos esta matéria com muito carinho. Pois temos certeza de que ela vai ajudar muitas pessoas, que poderão se livrar de sua dor física a partir do instante que se curarem da dor interior.

Aprenda a decodificar a mensagem do seu corpo e seja mais feliz:
1. Dores musculares: revela que a pessoa está com dificuldades em aceitar mudanças.
A pouca flexibilidade na vida pode ser prejudicial, procure se adaptar às novas situações.

2. Dor de cabeça: você tem uma decisão a tomar?
Então se posicione!
A tensão provoca estresse. Procure relaxar e deixar a mente mais leve.

3. Dor de garganta: esta é uma dor bem comum e pode ser o indicador de que você está com problemas de perdoar, seja os outros ou até a si mesmo(a).
Reflita sobre o amor e a compaixão.

4. Dor nas gengivas: talvez seja a dificuldade de tolerar ou de tomar decisões.
A indecisão e o desconforto causado por ela são muito perigosos! Cuidado!

5. Dor nos ombros: pode indicar uma sobrecarga emocional. Não carregue tanto peso sozinho(a), distribua. Além disso, não acumule problemas, resolva-os.6. Dor de estômago: parece engraçado, mas é real.
Se você não “geriu” bem alguma situação ruim, pode ter dores no estômago.

7. Dores na parte superior das costas: procure alguém para compartilhar os problemas e alegrias.
Este pode ser o indício de que você precisa de apoio emocional.

8. Dor na região lombar: pode ser sinal de falta de dinheiro ou de apoio emocional.
Seja optimista e reaja.

9. Dores no sacro e cóccix: há situações que precisam ser resolvidas e você está ignorando?
Pense bem.

10. Dor de cotovelo: outra parte do corpo que está bem relacionada à resistência a mudanças.
Ouse! Se não for possível, pelo menos trabalhe sua mente para se ver livre do que está pressionando.

11. Dor nos braços: é pesado carregar algo ou alguém com muita carga emocional.
Veja se é necessário mesmo fazer isso. Reflita sobre o assunto.
12. Dor nas mãos: mostra falta de conexão com as pessoas ao seu redor.
Procure fazer novos amigos e estreitar os laços de amizade com os mais antigos.

13. Dor nos quadris: se você anda com medo de agir, isso pode resultar em dor nos quadris. Está pensando em novas ideias?
Posicione-se! Isso vai lhe dar grande alivio.

14. Dor nas articulações: músculos e articulações são flexíveis.
Seja como eles: procure novas experiências na vida – com responsabilidade.

Joelho15. Dor nos joelhos: provavelmente seja o orgulho. O que acha de ser humilde e aceitar as diferenças e circunstâncias?
Sabemos que não é fácil. No entanto, é necessário. Você é mortal, como todos os outros – não perca tempo e viva em amor.

16. Dor de dente: pense positivo. Se estiver em situações difíceis, tenha fé que tudo será resolvido.
Esta dor simboliza um fato que não está agradando a você.

17. Dor no tornozelo: seja mais tolerante com si mesmo(a).
Permita-se ser feliz e não cobre tanto. O que acha que dar um toque especial na vida amorosa?

18. Dor que causa fadiga: viva novas experiências.
Livre-se do tédio!

19. Dor nos pés: um novo passatempo ou um animal de estimação pode pôr fim à vida deprimida de qualquer pessoa.
Não permita pensamentos negativos, e os positivos farão você “voar”.

20. Dores em várias partes do corpo: nosso corpo é formado por energia.
Se você estiver uma pessoa muito negativa, vai sofrer dores e ter uma queda na imunidade.
Cuidado!”
__________
Fonte: Cura Pela Natureza

Anúncios

MASSAGEM TERAPÊUTICA E OS SEUS BENEFÍCIOS

“A Massagem terapêutica tem sido estudada cientificamente por muitos anos. Tem apresentado muitos efeitos positivos em uma variedade de condições de saúde. Teve suas raízes com Pehr Henrique Ling em 1813, ganhou força e maior arsenal terapêutico com o Dr. Mezger da Holanda. A partir da massagem terapêutica, diversos profissionais e o próprio público em geral, passou a mudar o olhar com relação a profissão. Em 1916, com as pesquisas sobre efeitos fisiológicos o Dr. Mennell, reconhece os benefícios e efeitos já ditos por Ling 100 anos antes.

Massagem-Terapeutica

Tais efeitos eram: mecânicos, fisiológicos e Reflexos. Em 1950, Gertrud Beard propõe seu próprio método de massagem Terapêutica, fugindo das propostas de Ling, Mezger e Mennell, entretanto, a massagem dita terapêutica, possuía um arsenal próprio, com princípios e praticas especificas. Muito utilizado por médicos e práticos esse sistema ficou com os massoterapeutas.

Há muitos aspectos positivos da massagem. Um dos mais importantes benefícios da massagem é um aumento da circulação, que podem acelerar a cura e melhorar a recuperação, que foi preconizado por Ling em 1813. Outro aspecto é o conhecimento da natureza dos tecidos, campo especifico da massoterapia, onde a massagem terapêutica ganha respaldo.
Preconizado por Boris Chaitow, Stanley Lief e Cyriax.

Hoje em dia, pesquisas científicas mostram claramente muitos benefícios da massagem na nossa saúde e bem-estar, dentre elas:
Benefícios da Massagem
• Alivia o stress e promove uma sensação geral de relaxamento, ajudando você a respirar e se mover mais facilmente
• Alivia a dor e a tensão, e ajuda a gerenciar melhor a dor
• Reduz a inflamação
• Promove a rápida recuperação de lesões (trabalho, trauma, acidente ou desportivas)
• Aumenta a mobilidade e permite uma maior flexibilidade articular e amplitude de movimento
• Melhora a circulação
• Melhora e fortalece o sistema imunológico
• Alivia problemas oste-omusculares e melhora a postura
• alivia os desconfortos da gravidez
• Reduz a ansiedade e promove uma sensação geral de bem-estar
• Aumenta a consciência corporal

Massagem terapêutica e Condições de Saúde
Além de ser muito eficaz no alívio do stress, há muito a pesquisa científica que mostra como a massagem pode ajudar com uma variedade de condições de saúde, incluindo:
• Ansiedade e depressão
• Artrite
• Dor nas Costas
• Síndrome do túnel cárpico
• A dor crónica e aguda
• problemas circulatórios
• Depressão
• desordens digestivas
• Fibromialgia
• Doenças músculo-esqueléticas
• Dor
• Distúrbios do Sono
• Lesões desportivas
• Stress
• Tendinite
img_massagem_terapeutica
Segundo Tifany Field do Instituto do Toque em Miami, a massagem terapêutica possui escopo de estudo especifico e requer dedicação por parte do terapeuta. Nela são encontradas as seguintes técnicas: DLM, massagem sueca modificada, técnicas de fricções diversas, manobras de compressão, cinesiologia e etc.
Os terapeutas de massagem irão usar uma variedade de técnicas para promover a cura e relaxamento, bem como promover uma maior flexibilidade e amplitude de movimento. Quando um grupo específico do músculo está lesionado ou contraturados, outros músculos ao redor da área afretada também ficam atingindos em resposta a ferimentos ou contracções.

É necessário também estudo sobre miologia, que é fundamental para formação do profissional. Segundo L.Chaitow a massagem terapêutica foi o sistema que mais elevou a profissão em todo o mundo, mas requer treinamento nos fundamentos suecos e da anatomia e fisiologia sem deixar o estudo de patologias. Não podemos aceitar a massoterapia sem escopo de estudo com carga horária de anatomia e fisiologia, sem levar em consideração matérias como biossegurança, orientação em saúde, citologia e histologia…
Massagem terapêutica é área de saúde e, portanto, com formação técnica.”

Fonte Touch Tiffany Field, MIT Press, 2001

Dor Ciática

dor-nervo-ciaticoA dor ciática não é uma patologia em si, mas um sintoma manifestado pela dor provocada pela pressão exercida sobre o nervo ciático – o mais longo do corpo humano e que estabelece a ligação entre a coluna e os membros inferiores. Pode ser um indício de outros problemas de saúde e é mais frequente após os 30 anos, altura em que começa o desgaste gradual dos discos vertebrais.

Causas da Dor Ciática

  • Má postura.
  • Esforço muscular.
  • Traumatismo (queda, acidente).
  • Hérnia de disco.
  • Cicatriz (quando a pele cicatrizada exerce pressão sobre o nervo e provoca dor).
  • Infecção na zona inferior da coluna.
  • Tumor espinal.
  • Gravidez (devido à alteração do centro de gravidade, actividade hormonal, aumento de peso).
  • Profissão (condução de veículos ou transporte de objectos pesados).
  • Outras patologias como a diabetes (neuropatias associadas).

Sintomas da Dor Ciática

Os sintomas deste problema podem variar em tipo, gravidade e localização, consoante a patologia que está na sua origem. A dor tem início na coluna e irradia pela zona inferior do corpo (nádega, coxa e ao longo do membro inferior). Os principais sinais são:

  • Dor constante num lado dos membros inferiores (nádega, perna). Embora o nervo ciático se divida pelos dois membros inferiores raramente a dor se manifesta em ambos em simultâneo.
  • Dor que piora quando se está sentado.
  • Dor intensa que dificulta o levantar ou andar.
  • Fraqueza muscular.
  • Ardor ou formigueiro ao longo da perna.
  • Dormência.

Deve procurar ajuda médica se apresentar os seguintes sintomas:

  • Dor que se agrava com o passar dos dias.
  • Fraqueza acentuada.
  • Dor ciática em ambos os membros inferiores, provocando incontinência (urinária e fecal). Pode ser indício de síndrome de cauda equina, uma patologia rara que afecta o nervo.
  • Perda de sensibilidade nos membros

CIaticaTratamento da Dor Ciática

O repouso não é a melhor estratégia para combater a dor ciática, pois há o risco de agravar os sintomas e de favorecer a imobilização. Se a dor ciática não melhorar ou desaparecer após alguns dias, ou se houver um agravamento de algum dos sintomas, é obrigatória a observação médica.

Os principais métodos para tratar este problema são:

  • Aplicação de frio ou quente.
  • Prática de exercícios físicos suaves na água (hidroterapia), em bicicleta estática ou alongamentos.
  • Toma de fármacos (analgésicos para atenuar a dor, anti-inflamatórios, relaxantes musculares, entre outros, em função da patologia na origem).
  • Fisioterapia para correcção da postura e melhoria da flexibilidade.
  • Massagem de relaxamento.
  • Terapias alternativas como Osteopatia ou Acupunctura.
  • Cirurgia (por exemplo, no caso de hérnia de disco).