A manifestação das emoções no corpo

Quando não temos consciência do que reprimimos, o corpo manifesta-se! Tome atenção aos sinais!

“Você já pensou que somos seres completos e tudo o que nos compõe – corpo, mente e espírito – é ligado de tal forma que a deficiência de um pode afectar os demais?

A conclusão da doutora em psicologia Susanne Babbel.

Depois de um minucioso estudo, a dra. Babbel concluiu que boa parte das dores crônicas que sentimos não tem nada a ver com doenças graves ou lesões anteriores.

Ela acredita que adquirimos a maioria das dores com emoções negativas  – como o stress – que acabam afretando alguns órgãos.

Viu como a mente é poderosa?

O estudo da psicóloga resultou num “mapa” que mostra como as emoções interferem na saúde.

Este post vai mostrar a você esse “mapa” e como você pode tratar e neutralizar os efeitos negativos das emoções.

1 – Dor de cabeça: na maioria das vezes, a dor na cabeça (ou enxaqueca) acontece por causa da pressão do dia a dia, o stress e a sobrecarga de actividades.

Continuar a ler

Dor muscular nas pernas

leg-painAs pernas sustentam o nosso peso diariamente, seja nas deslocações para a escola ou para o escritório, seja nas actividades mais rotineiras, como cozinhar ou limpar a casa. 
Não admira portanto que as dores musculares nas pernas e coxas sejam uma queixa recorrente de muitas pessoas.

É um problema que atinge ambos os sexos e todas as idades, embora seja mais frequente na terceira idade.

A falta de exercício físico e o sedentarismo podem motivar este tipo de lesão, mas também uma actividade física intensa e passar demasiadas horas em pé fomentam o problema. Nos desportistas as dores musculares nas pernas costumam ter origem traumática, aparecendo associadas a hemorragias, fracturas e entorses.

O desconforto pode ser perfeitamente suportável pela pessoa afectada, contudo é pertinente estar atento, pois se há dor, é sinal de que algo não está bem com o organismo. Se as dores persistirem o melhor é consultar um médico que poderá diagnosticar com mais precisão o que está em causa.

 

Causas das dores musculares nas pernas/coxas

São várias as possíveis origens das dores musculares nas pernas e coxas. Uma das razões frequentes são as distensões e estiramentos resultantes das actividades desportivas. Neste caso podem ainda estar associadas a hemorragias, fracturas e entorses.

Este tipo de lesão é ainda frequente na gravidez, fruto do aumento de peso da mulher e das alterações hormonais que se verificam no período da gestação. O excesso de peso é de resto outra das causas das dores nos membros inferiores.

Muitas vezes as dores musculares nas pernas têm origem em problemas de ordem circulatória arterial, como é o caso das varizes. Os coágulos de sangue que se formam obstruem o fluxo sanguíneo das artérias para as pernas, o que causa as dores. Este tipo de situações exige particular atenção, uma vez que, em última instância, poderá originar tromboses e até motivar a necessidade de amputações.

Uma dieta inadequada, e a consequente fraqueza muscular, podem igualmente contribuir para o aparecimento deste tipo de dor, perante a deficiência de algumas vitaminas. Assim como a falta de exercício físico, o stress, a ansiedade e ainda os maus hábitos de postura.

As dores articulares, a neuropatia e a dor ciática também motivam dores musculares nas pernas, tal a gripe, a diabetes e a poliomielite.

Como aliviar as dores musculares nas pernas/coxas

As massagens localizadas são um óptimo remédio para aliviar e ajudar a recuperar das dores musculares nas pernas.

Também o recurso a um banho de gelo ou a um banho de água gelada alternada com água quente ajuda a amenizar o problema. A utilização de analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares são também soluções possíveis.

sore-legs

Mas o melhor a fazer é agir no sentido de evitar as dores musculares nas pernas. A prática regular de exercício físico e um bom repouso, com as horas de sono diárias adequadas, são boas medidas para ajudar a que o problema não se manifeste. Não fumar, não beber álcool em excesso, nem consumir demasiado açúcar são outros requisitos, não só para evitar este tipo de lesão, mas também para garantir uma vida saudável.”

Fonte: doresmusculares.com